segunda-feira, 17 de abril de 2017

Tô ansioso pra ver a próxima Série: Os Dias eram Assim em CUBA



Combinado assim "Plim Plim". Terminada essa Ficção Padrão México, onde os Mocinhos Comunistas, lindos, idealistas e desprotegidos, são judiados sem dó nem piedade, por Demoníacos Empresários e Militares, poderemos assistir a versão Cuba.
Didático mostrar todos os lados. Comentar sobre os Mortos no El Paredon, os assassinatos de famílias inteiras, cercadas em suas fazendas e empresas, quando
tentavam apenas defender suas Propriedades, construídas em décadas de Trabalho, de invasores e saqueadores.
Veremos empobrecimento da população, com famílias separadas e milhares fugindo, pra manter vivo o direito de ser livre.
Sem esquecer das escapadas furtivas dos Castros à Europa, pra poder desfrutar das delícias do Capitalismo, graças ao dinheiro roubado do Povo Cubano.


Quanto à Série em cartaz, acho lindo garantir Emprego de ditetores, atores e atrizes, todos defensores de Dilma e Lula, passando por dificuldades devido a perda da generosidade da Rouanet.
Espero que nessa nova versão apareçam os torturados e mortos pela Guerrilha, já que nas últimas era impressionante similaridade com Rambo.
Tiros pipocavam, eram explosões e atentados, sem uma única vítima.
Milagre Comunista, diferente do que ocorria do seu lado.
Oh!.. Sofrência.


Morcego  (***) fala que a atual Série recebeu um estranho e inexplicável Patrocínio. Caminhão de dinheiro caido do Céu.
Com a abrangência da Lava Jato, eu acho arriscado, mas "cadum cadum".
Só quem tá dentro sabe o quanto dói o desespero, diante do fim do Sonho Bolivariano, do Czar Lulinha e seus Red Caps.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, garantindo-lhes preservar identidades.
Prestigie quem nos apoia.
Clique nas mensagens dos Patrocinadores.
Conheça seus produtos.
A cada clicada um incentivo, para continuarmos na luta por um País livre de questões não muito claras e de Pragas impregnadas na Sociedade Tupiniquim




Nenhum comentário:

Postar um comentário