quinta-feira, 1 de junho de 2017

FALEMOS DE GRÊMIO - Futuramente direi: Era Feliz e sabia.


GUARDEM RECORTES DE JORNAIS.
TESTEMUNHAMOS O NASCER DE UMA LENDA.

Morava em São Paulo. Assistia no Canindé  Grêmio 1x1 Lusa, quando ouvi de um profundo conhecedor de futebol da Rádio Jovem Pan.
- Triste ver esses jogadores vestindo a camisa Tricolor. Timinho.
O Tim indo era o Grêmio de Felipão, em fase de construção...

Deuses da Bola costumam se manifestar por Quatro Linhas Tortas.
Impressionante.
Existem casos de Grandes Elencos no papel e a "Quimica" engrossa.
Lembro do Flamengo de Savio, Romario e Edmundo. Não deu liga.


Do outro lado da moeda temos o inverso.

Jogadores desconhecidos, outros já com Estrada de Insucessos ou coadjuvantes; Técnico com capacidade sob análise, Universo conspirando contra e a Mágica acontece.
Gremistas viveram Fenômeno. O mais vencedor de todos os Grêmios, formado por jogadores rejeitados e técnico desconhecido.


Como esquecer?
Danrlei, Arci, Rivarola ( Mauro Galvão),  Adilson e Roger. Dinho (Emerson) e Miguel. Paulo Nunes, Jardel  (Alcino) e Arilson (Ailton)
Técnico - Scolari.

Normalmente caímos na armadilha exposta no Clássico da Música Brasileira "Mirai", ao concluir letra saudosa de um passado:

EU ERA FELIZ E NÃO SABIA.

Muitos Gremistas perceberam a grandeza do Grêmio de Scolari, somente quando o time saiu dos campos, pra entrar na história  (parafraseando Getúlio Vargas).
Talvez o tempo queime minha língua,  já tão calejada de queimaduras, paridas de previsões não confirmadas, mas depois do que vi no Grêmio 2x0 Fluminense, atrevo-me a prever.

Testemunhamos o nascer de mais uma página de Glórias Tricolores.


O time montado pelo principiante Roger e lapidado nas mãos do contestado Portaluppi, chegou chegando pra chegar e ficar, com a marca registrada dos fenômenos, com tudo pra Maionese desandar.

Assim falavam os Hereges:
- Grohe - Eterno reserva. Soube esperar sua vez com humildade e aprendendo o ofício com os melhores, mas é mão de alface.
- Edilson - Indisciplinado e desagregador; ninguém quer.
- Leo Moura - Velho; ex jogador em atividade.
- Geromel - Desconhecido. Chegou bombardeado por piadas.
- Kannemann - Ele era a piada.
- Marcelo Oliveira - Sem condição. Bruxo de Portaluppi.
Obs: Esse confirmou teses pessimistas. Quando é pra dar certo, Deuses colocam o dedo.
- Cortez - Sem chance. Da noite.
- Ramiro - Invenção de Renato.
- Arthur - Enganador. Fogo de Palha.
- Maicon - Elefante Branco.
- Jailson - Peladeiro. Apanha da bola.
- Michel - Comum. Veio por ser barato.
- Gata - Pendurou a chuteira e não avisaram.
- Lincoln - Moleque deslumbrado.
- Luan - Sabe jogar, mas é morto.
- Pedro Rocha - Se atrapalha com a bola. Não sabe fazer gol.
Obs: Também confirmou, mas gol contra Fluminense mostrou evolução.
- Barrios - Bichado.
- Beto Silva - Beto quem?
- Evertom - Promessa que não vingou.
- Fernandinho - Nasceu pra ser "inho".
- Bolanos veio passear e Douglas é  barrigudo.

- Renato Portaluppi - Não é treinador. É motivador.


Então tá então!...
Jogo é jogado. Falar é um direito, embora não seja direito.
Eu falei. Você falou.
Quem atira a primeira pedra?...
Enquanto falávamos, eles trabalhavam e tudo indica que seremos felizes, mas com uma sensível diferença.
Sou Feliz e sei.
Venham a mim as Tacinhas! ...
E quanto aos críticos???
Perdoe-os Tricolor.
Não sabem o que fazem...


Obrigado por prestigiar nosso Trabalho.
Ajude-nos a continuar.
Torne-se um Seguidor do Sofá.
Ao acessar clique nas postagens dos nossos Patrocinadores.
A cada clicada incentivará quem nos apóia e pagará seu ingresso, sem nada desembolsar.

Romario Oliveira



Nenhum comentário:

Postar um comentário