LITORAL GAÚCHO

Bem Vindo!...
Esperemos que não tenha esquecido o Protetor Solar.
Obrigado por estar aqui e fugir do lugar comum.
Em regra geral, o Gaúcho lembra da existência do seu Litoral, somente na hora de se bronzear e fugir dos problemas diários.

LITORAL GAÚCHO, 
ESPAÇO CRIADO PRA OFERECER À REGIÃO, ATENÇÃO VITAL, À SUA SOBREVIVÊNCIA.


-X-X-X-X-X-X-X

IMPOSTO NA CALADA DA NOITE

Quem vive ou veraneia no Imbé  é  Imbeense ou Imbecil?
Pergunta a ser feita aos Vereadores Municipais.


Novo Imposto gerado no Fértil Útero do Legislativo Municipal; parto normal, rápido e protegido pelo desconhecimento.


Aviso a residentes ou veranistas proprietários de Imóveis no Imbé.
Administração pensa ser a arte do administrar, resumida a arrecadar cada vez mais; pobre contribuinte.

População, na maioria relegada a trabalhos temporários e veranistas surpresos com custos pra manter seus imóveis, convivendo com Cidade abandonada, esquecida por Governantes e impregnada de CCs, cargos, sub cargos e funções sem função, se vê impotente diante de extorsão oficial.
E não venham responsabilizar Legislativo, isentando o Prefeito, prática conhecida da Militância PT.
Nenhuma decisão da Câmara tem efeito de lei, se não sancionada pelo Chefe do a Executivo.
Questão envolta em obscuridade, ainda não publicada no Diário Oficial e repleta de achômetros.


Segundo (***) Morcego, decisão tomada em velocidade relâmpago, sob alegação de custear admissão de mais 40 Guardas Municipais, aumentará de R$ 100 a R$ 140, valores desembolsados em Impostos da já sugada Sociedade Marisqueira.
Se confirmada informação, algo estranho no ar e um caminhão de falta de esclarecimentos,afrontas matemática.


Não restam dúvidas. Segurança precisa ser reforçada, mas quem defende nossa gente do apetite dos Nobres Edis?
Números não mentem e devem constar nas decisões.

Qual o custo operacional do aumento da Guarda?
Qual o total a ser arrecadado pelo novo Imposto?
Seria a nova arrecadação bem maior que despesa alegada?
Por que a necessidade de outra Fonte de Arrecadação?
Qual o total arrecadado no Município?
Aonde é investido, se em melhorias na estruturais e na qualidade de Vida no Imbé, evidente que não é?
Aumento na Guarda questão prioritária. Se confirmada necessidade de nova taxa, deve ser cobrada, mas confirmação depende de prestação de contas minunciosa.


Sofá não se limita a acusar, levantar falso ou criticar.
Não criamos notícias, apenas veiculamos, diante da gravidade e confiabilidade da fonte.
Cabe ao MP e à  População a missão de exigir Explicações.
Negócios  às  claras, amizades preservadas.

Nesse meio tempo continuamos cismados com o tempo.


VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

      X-X-X-X-X-X-X

PROVIDÊNCIAS ONTEM

Não restam mais dúvidas, Litoral Gaúcho, com as mudanças climáticas da Terra, colocada em área de risco iminente.


Os constantes, cada dia mais repetitivos, ciclones próximos à Costa; alterações na temperatura das correntes marítimas, movimento temperamental da maré, horas pra mais, horas pra menos e ventos com poderio devastador, somados à precária, quase nula, estrutura da Defesa Civil, pra prever situações ameaçadoras à segurança da População, exigem iniciativas alternativas.
Natureza está nos dando exemplos a serem seguidos. Países em regiões problemáticas conseguiram criar mecanismos de proteção, por que o mesmo não ocorre aqui?

Viver na ilusão de normalidade, transformado em Síndrome do negar um novo mundo, padrão Século XXI.
Sabemos de fendas gigantescas prestes a se rasgarem, causando grande movimentação de placas, com efeitos pesados sobre os oceanos.
Estudos registram instabilidade em várias regiões vistas como estratégicas.
Não falamos de Nibirus ou devaneios. Salientamos o colocado pela Ciência.
Fenômenos de Grande Magnitude se multiplicam, com características de serem apenas o aperitivo.
Pode acontecer amanhã, como daqui a 32 anos, igual ao México, mas fica a pergunta:
Na dúvida, por que não prevenir?


No passado, órfão de tecnologia, existiam Sirenes de alerta, prontas pra berrar, quando da chegada de ameaças indesejáveis. Não seria o caso pra nossa realidade, mas o que impede as Prefeituras do Litoral Gaúcho criarem em parceria um Aplicativo pra Celulares?
Toque diferenciado, escandaloso em nível da chamada da Globo, tão conhecida em nosso País.
Com o toque população acessaria o Aplicativo e receberia com antecedência informações da ameaça e providências a serem tomadas.
Exemplos do descaso de nossas autoridades com a segurança são inúmeros.
Em Mariana (MG) nunca havia ocorrido acidente com barragens, mas existiam pessoas e Vilas morando  com toneladas de lama e detritos, passeando sob suas cabeças..
Ninguém, de sã consciência, poderia imaginar estar 100% seguro.
O Dia do Nunca Acontece chegou e temos depoimentos de tragédia não ter sido maior, porquê uma menina, por iniciativa própria, saiu em sua moto avisando população, que lama estava chegando. Não tinha um mísero apito, o que dizer sirene, colocado por responsáveis, pra proteger a população.
Apologia ao Caos?
Prefiro encarar como medida simples e barata pra prever sofrimentos e prejuízos maiores.
Pensem no assunto.

FESTA DO PEIXE - TRAMANDAI

Finalmente chegou a Festa do Peixe de Tramandaí, Edição 28. Abriu os portões em 20/09/2017 e seguirá Até por 08/10; três finais de semanas, sempre de quarta a domingo.


Vem com características próprias; efeito colateral da crise.
Não mais em Julho, perdendo público das férias de inverno e organizada por empresa da iniciativa privada, inicia com dúvidas no ar.
Sucesso de público e negócios ou tiro n'água?
O tempo dirá. Importante é não deixar de existir, por ser um ícone na Agenda de Eventos do Municipio.
Aproveitando o "Gancho" água,  Sofá tenta chamar comerciantes à razão.
Cobrar R$ 7 por uma garrafa d'água?
Parem com isso.
Bom organizadores reverem preços postos em prática.
Festa existe pra explorar o Turismo; não o Turista.


Entre "Estandes" ainda em fase de montagem, uma surpresa de mandar parar tudo, pra que todos levantem pra aplaudir.
Exposição do TCC de Elisa Ilha, formanda da UFRGS; iniciativa do Projeto Botos da Barra do Rio Tramandaí, reconhecimento à parceria entre pescadores e Botos, símbolo maior da coexistência humana, com espécies marítimas.


Exposição baseada em histórias, frases, estorias e ilustrações passadas de geração pra geração.


Causou-nos espanto descobrir o número expressivo de Gaúchos,  entre eles moradores do Litoral, que desconhecem tamanha riqueza cultural.


Diante do entusiasmo, dedicação e alegria, por poderem divulgar o trabalho que realizam com amor, transmitido na explanação de Bárbara dos Santos e Camila Melo, sentimo-nos na obrigação sócio cultural de divulgar iniciativa de tamanhã relevância.
Prestigie a Festa do Peixe. Aproveite a oportunidade de conhecer o Estande do Projeto e viva a energia de histórias iguais a de Lobisomem.


Entre os inúmeros Botos a ajudar pescadores na localização de Cardumes, Lobisomem era o mais velho, parceiro e amigo.
Ao falecer teve reconhecimento merecido.
Homens do mar, endurecidos pelas agruras da profissão, velaram e choraram a perda do amigo com a presença de familiares, dando cerimonial de despedida à altura do seu legado.


Obrigado a Bárbara e Camila pelos grandes ensinamentos, transmitidos com simplicidade.
Hoje reconhecemos o valor do pescador de tarrafa, capaz de perceber presença de Tainha menores, devolvendo-as à água.


Na impossibilidade de comparecer à Festa do Peixe de Tramandaí,  acesse a página Facebook:
Projeto Botos da Barra do Rio Tramandaí .


Conhecer Eventos, Atividades, Locais e Detalhes de nossa Gente é a verdadeira forma de demonstrarmos amor à Querência, por nós chamada de Lar.

X-X-X-X-X-X-X-X-X

SINAIS EM CIMA DE SINAIS - PRECISA DESENHAR?

Ressaca estranha em outubro de 2016.
Sinais vem de muito

Chega de brincar de paisagem. Natureza está avisando; quem avisa amigo é.
Esqueçamos interesses econômicos e imobiliários. Hora de reavaliar.
No Brasil não há mais lugar pra construções baratas e frágeis ou especulações à Beira Mar.


Plataforma de Tramandaí, em 11/08/2017; ressaca, ondas de 4 metros chegando com tudo


Rio Tramandaí em 12/08/2017, devido a recuo inexplicável do Atlântico, logo após ressaca.
Vivemos o início de uma Era Pré Glacial. O ápice não veremos, mas temos de rever conceitos e nos protegermos dos primeiros sintomas.

Vídeo mostra ventos de 90km/hoje e recuo do oceano, a 8 km de distância do Rio Tramandaí,  em 13/08/2017.

Pra dar um pouco mais de estranheza, um pequeno flash back, trazendo de volta estranha ressaca de 2016 e a estranha incidência de pinguins mortos na praia de Imbé,  em 07 de agosto de 2017.
Teoria do Caos?
Assista vídeos,  análise fotos e conclua.

X-X-X-X-X-X-X-X-X

RECUO SINISTRO

Ouvi de Pescadores, Caiçaras que sabem tudo de Mar.
Nordestão vento quente e forte; contrário a ele vem o vento sul, gelado por vir do Polo.
Os dois trazem massas. Quando se encontram duas poderosas Frentes, surgem Roda Moinhos.

Rio Tramandaí seco.
Fotos Leninha Rodrigues

No passado havia respeito. No inverno as Frentes Frias eram fortes e as quentes as deixavam passar, sendo recompensadas no Verão.
Hoje elas cresceram e se tornaram mal educadas; medem força.


Beijinho normalmente ocorre no mar, se ponta do Roda Moinho toca água, temos Furacão, Tornado e outras coisinhas...


Meteorologia fala em ressaca nos mares do Sul. Ondas altas já vieram e cobriram plataforma de Tramandaí, mas agora cheira Sinistro; oceano recuou e rios secaram próximos à Foz.

Temos avisado; mudanças ocorrem. Sul da América,  incluindo aqui no Brasil Rio Grande do Sul e Santa Catarina, virando rota de mudanças climáticas.
Tsunamis são antecedidos de recuo do mar e ventos fortes.
Veja fotos e vídeo. Tire suas conclusões.
Sofá não quer pousar de portador de apologia à Catástrofe, mas acreditamos que autoridades escondem informações; mentem pra nós.
Morcego (***) tem afirmado:
Tem "coisa grande chegando; questão de tempo.
Na dúvida, se você mora no Litoral Sul, a menos de 5 quadras do mar, não deixe pinico na beira da cama; ele pode boiar.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

X-X-X-X-X-X-X-X-X-X

HOJE PINGUINS... E AMANHÃ?


Algo estranho no ar. Autoridades escondem informações da população.
Modificações gigantescas na Natureza, longe de serem normais, só fazem multiplicar.

X-X-X-X-X-X-X-X-X

TRAMANDAÍ ENLOUQUECEU

Morcego (***) entrou com a gente indignado.
Criam um milhão de exigências, numa burocracia corporativa.
Exigem "trocentos" carimbos, pra vende-los a peso de ouro.
Ao cidadão comum resta tirar senha, entrar na fila, por a mão no bolso e pagar, saindo feliz pela oportunidade de ter sido esfolado.
Depois políticos vem a público, defendendo Estado de Direito e igualdade


Cidadão precisava enviar procuração e xerox autenticadas do RG e CPF, pra região de Sorocaba, SP.
Diante da importância e urgência dos documentos, obrigatório envio via SEDEX.
Optou por Tramandai, pra realizar tarefa.
Relação de Gastos por ele realizados.

Gráfica:
- Envelope, xerox de RG (frente/verso), CPF (frente), numa única folha.
R$ 0,65
Obs: Até aí tudo normal

Cartório:
- Cartão de Registro de Firma (assinatura)  R$ 6,00.

- Carimbos de reconhecimento de Firmas:
Uma folha, Procuração, um carimbo. R$ 6,00.
- Uma folha, 2 carimbos. RG frente/verso, CPF frente:
R$ 18,00

Correio:
Envio envelope comum, com duas folhas ofício, via SEDEX normal.
R$ 50,50.

Total pago por um senhor de 69 anos aposentado por 4 salários referência do INSS, pra enviar SEDEX com documentos autenticados:
Obs: Até nisso INSS rouba. Único local no mundo que o mínimo nacional é maior.
R$ 81,30.

Ficamos boquiabertos. Assalto à caneta armada legalizado; afronta ao concebível.

Não conhecemos Legislação.
Se valores são cobrados dentro de determinação individual; Tramandai enlouqueceu.
Se existe tabela nacional, hora de rever.
Perderam completamente a noção do valor do dinheiro.

Pornográfico:
Empresa de ônibus privada é obrigada a trabalhar de graça pra idosos, enquanto Cartórios e Estatais enfiam na mão grande, sem dar desconto à ninguém.
Isso na cabeça deles é Democracia.
Sofá chama de outro nome...

X-X-X-X-X-X-X-X-X

URGENTE
AVISO DE UTILIDADE PÚBLICA
ROUBO DE CABOS TELEFÔNICOS NO LITORAL NORTE GAÚCHO

SEREDE, Empresa de Porto Alegre, Terceirizada pela "OI", pra prestar Serviços de Manutenção e Instalação de Telefonia e Internet no Litoral Gaúcho.
Normalmente seus funcionários se apresentam uniformizados, camiseta verde com Logo "OI" e "SEREDE", em média três funcionários, em carro branco duas portas,  com "OI" adesivado nas portas e escada, colocada em suporte, localizado na parte de cima do automóvel.
Encontrar o pessoal da "SEREDE" pendurado em postes, cena que já faz parte das praias do Rio Grande do Sul.
Morcego (***) alerta:
Infelizmente o fim da Temporada trouxe um fato novo.



Homens se fazendo passar por funcionários, devidamente uniformizados, sobem em postes, cortam cabos de cobre e os levam embora, com a intenção de vendê-los no "Paralelo".
Valorização do cobre tem originado esse tipo de delito. Resultado é prejuízo pra "OI", "SEREDE" e consumidor sem telefone e Internet.
Aproveitam o fato de a maioria das casas ser de veraneio, estando sem morador, pra efetuar o roubo.
Ao se depararem com moradores, usam sempre os mesmos argumentos.

- "OI" não aceita cabos com emenda e manda retirá-los. O trabalho deles é apenas cortar e levar embora. Cabe ao morador ligar para o 103 14 (OI),  pedir instalação de novos Cabos e aguardar 48 horas, para ser realizada a instalação.
É MENTIRA!...
Repito.
É MENTIRA!...
"Oi" e "SEREDE" não realizam esse tipo de Manutenção.
Quando Técnico encontra cabo com problema, ordem é retirá-lo e colocar um novo no ato, sem prejuízos de sinal ao Consumidor.


Funcionários da SEREDE são pessoas sérias, preparadas para o Serviço proposto. Nada de pânico ou colocar  todos na vala comum.
Técnicos se revezarão à sua porta. Avaliem procedimento e só tomem providências, no caso de corte desnecessário de cabos, sem reposição imediata.
Ao perceber esse tipo de atitude nada convencional, Morador deverá ligar  para "190", Policia Militar, denunciando o fato e comunicar sua Operadora, independente de ser ou não a "OI".
Valor de venda do Cobre, não diferencia procedência.
O fato de utilizar uniforme de uma Empresa, não coloca outras fora de alvo.
Se for possível, fotografar os "ditos" Técnicos e o carro utilizado. No pior das hipóteses anotar placa do veículo.
Cabe também à Empresas de Monitoramento e Alarmes, responsáveis por Segurança dos Imóveis, que mantenham vigilância constante, principalmente no período de baixa temporada.
Aconselhável à "OI" e "SEREDE", na condição de vítimas, providenciar algum tipo de fiscalização, prevenindo prejuízos.
Cada cabo roubado, trará a Operadora a obrigação de reposição.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, garantindo-lhes preservar identidades.

-X-X-X-X-X-X-X

INDEPENDÊNCIA E MORTE

Imbé é Município emancipado; viva, viva, boa, oba...
Oh!... Felicidade.


Morcego (***)  comentou sua saga:
- Preciso do INSS.
- Só em Osório.
- Quero regularizar meu titulo no TRE.
- Favor se dirigir à Tramandai.
- Cidade abandonada.
- Não há dinheiro pra nada.
- Tubulação jorrando conteúdo a céu aberto na Avenida Academia de Letras, centro de Mariluz.
- Sem problemas!... A gente deixa o inverno passar, no verão faz um "meia boca" e deixa o ver Aniston nadar na...


Di boa!...
Imbé pode se considerar independente?
Lembra adolescente que sai de casa, aluga apto. e vive de mesada do "papi"
Além de criar 150 sub prefeituras, Câmara, Prefeitura e infindáveis CCs, que vantagens emancipação trouxe a Imbé?
Enquanto isso Osório, Capão, Xangri-lá, entre outros pagos, só fazem desenvolver...

Chamou atenção cometário de Cidadão decepcionado:

Pode uma economia sobreviver de Temporadas cada ano mais fracos, funcionários da Prefeitura, Imobiliárias, farmácias e funerárias?

Não cabe ao Sofá tomar Partido.
Limitamo-nos a buscar o melhor para o Litoral e veicular opinião de desapontados Cidadãos.
Escutá-los; sempre aconselhável.
De quatro em quatro anos são promovidos a Eleitores.

Habitantes e Ver anos tas do Imbé perguntam:
Não seria hora de retornar à prancheta?
Quem não tem competência, não se estabelece.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

.Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, garantindo-lhes preservar identidades.

X-X-X-X-X-X-X-X

IMBÉ - CUSTO BENEFÍCIO


Lembro, como se fosse hoje. Lara, minha netinha, esparramada no chão com seus brinquedos, enquanto tentavam varrer a casa, ouviu comentário maldoso.
- Não ajuda e ainda atrapalha.
Resolvida a provar ser útil, catou vassoura e passou a lambuzar a casa.
Tiraram a vassoura de sua mão e ainda chamaram sua atenção.
Beiço veio na hora, acompanhado de desabafo.
- Se eu não"rumo, reclama. De "rumo", reclama também.
Recebemos informação de Morcego (***), fomos averiguar.
Não pretendemos cometer injustiças ou fazer com que Prefeitura do Imbé, se sinta uma Lara em nossos comentários.


Avenida Academia Riograndense de Letras, Mariluz, Imbé sendo repaginada. Serviço de qualidade. Está ficando linda, mas arestas saltam aos olhos.
Negócios às claras, amizades preservadas. Buscamos esclarecimentos.


Hoje, 03/03/2017, semana pós Carnaval, fim de Temporada de Veraneio, ápice da Economia de uma Cidade Litorânea.
Durante a Temporada, Avenida permaneceu abandonada. Matagal tomou conta. Aparência Horrível.
Por que obra só agora?
Teoricamente pode-se partir para tese de Prefeitura ter obrigação de investir no conforto de moradores, não só de veranistas.
Concordamos em parte.
Veranista traz o sustento para nativo e gera arrecadação para Administração.
Lógico seria pensar nos dois. Criar ambiente salutar e agradável a Veranista, incentivando-o a voltar e investir cada vez mais no seu imóvel de Praia e manter capricho na baixa temporada, oferecendo qualidade de vida, a quem permanece.

Conversamos com Trabalhadores.
Estavam ali. Ônibus pra transporte de funcionários, Trator e dois caminhões.
Funcionários e trator da Prefeitura, restante de Equipamento pertencia à uma Empresa Terceirizada de Porto Alegre.
Imbé não tem caminhões? Precisa terceirizar?
Em que termos ocorreram negociações de Terceirização?
O que também chamou atenção foi número de trabalhadores. Contamos 21.
Estavam ali a 04 dias. Precisa de tudo isso pra carpir e pintar meio fio, de Avenida de 06 quadras?

Qual o custo final de uma simples manutenção de rua?

Sofá di Pobre deseja elogiar muito a atual Administração, independente de siglas.
No contexto Federal nos posicionamos como desafetos do Lulismo, diante dos resultados dos Governos da Dinastia Lula, não por pertencer a determinados "Ps".
"P" considerado por nós, é o de "P"rogresso, "P"ovo, "P"riorizar "P"essoas.
Quem sabe o "P" de "P"ierre engrosse nossa relação de aplausos.
Tomara.
Se "P"refeito obter sucesso, cidade será "P"rincipal "P"rotagonista.
É o que desejamos, mas, por enquanto, há muitas "P"erguntas "P"endentes.

Continuamos no aguardo de confirmação, se é fato Imbé ter 18600 habitantes e 2600 CCs.

Repetimos o questionado acima:
O que também chamou atenção foi número de trabalhadores. Contamos 21.
Estavam ali a 04 dias. Precisa de tudo isso pra carpir e pintar meio fio, de Avenida de 06 quadras?
Se funcionários são da prefeitura, qual a necessidade da terceirização de Veículos?


Sofá Di Pobre não quer jogar areia em Partidos ou nadar na Praia da Política Regional.
Lutamos pra evitar que Imbé se afogue em maremoto de mal explicados.


Elogiar com a mesma veemência que se crítica, lema adotado e seguido.
Se é bom, elogiar pra incentivar e reconhecer.
Caso contrário criticar, no intuito do melhorar.

X-X-X-X-X-X-X-X-X

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES

No Imbé encontramos vários pontos positivos.
Atendimento no Posto de Saúde 24 horas, Serviço de Coleta de Lixo, educação e eficiência das Equipes de Salva Vidas, durante a Temporada.
Outro destaque a aplaudir, sem a menor dúvida, vem da qualidade da Feira Livre das Quartas, em Mariluz.
Qualidade, preço e simpatia.
Orbitando à Feira, moradores e veranistas se acostumaram com a presença do jovem Ismael, da Empresa Mar & Flores.
Tradicional em Imbé, tendo sede na AV. Mariluz, ao lado do Assun, Mar & Flores vem conquistando clientes de todas as Querências e não podia ser diferente.
A variedade de flores e mudas de infindáveis plantas e árvores, acompanhadas de informações abalizadas, sobre como plantar e fazer vingar, itens onipresentes, consolidando-se como marca registrada.
Ir à Feira do Imbé e não visitar Ismael, o mesmo que não comer pastel, na Feira de São Paulo.


Nos últimos meses ausência se fez sentir. Clientes assíduos ou novos, vindos incentivados por referências positivas, não encontraram mais o ponto de vendas da Mar & Flores.
Diante da curiosidade popular, sem entenderem o vazio deixado, Sofá foi em busca de explicações.
Foi de cair as Tulipas das Mãos.
Na cinza Imbé, vítima de abandono a Céu Aberto, a Prefeitura proibiu o colorido das Flores

X-X-X-X-X-X-X-X-X

PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DE FLORES 2


Morcego (***) garante:

POR DETERMINAÇÃO DA PREFEITURA, ALEGANDO SEGUIR LEI MUNICIPAL, ESTÁ PROIBIDA A VENDA DE FLORES, NA FEIRA DE QUARTA FEIRA EM MARILUZ.

É de murchar com os Butiás.
Lei que determina obrigações à Administração no melhorar o que está ruim, ninguém segue, mas pra destruir o que ainda resta, sempre aparece gente obediente.

Eles podem comercializar seus produtos em Feiras de diversas praias do Litoral Norte, menos em Imbé?
Só pode ser mal entendido!...

Hora da Prefeitura apresentar ao Cidadão, argumento capaz de justificar proibição à Empresa Local, legalmente constituída, em dia com suas obrigações, prestadora de serviço de qualidade e geradora de empregos a exercer suas atividades.
Já não bastam Empresas que fecham as portas por falta de apoio, agora surge denúncia de estar a Prefeitura criando dificuldades, a quem acredita e investe no Município?

SE CONFIRMADA A DENÚNCIA, A QUEM PODE INTERESSAR ESSA OPERAÇÃO CARANGUEJO?

X-X-X-X-X-X-X

IMBÉ IMPLORA CARINHO

Abandono. Palavra que resume a Imbé de hoje.


Chove acima da média?
Não há a menor dúvida.
Justifica situação?
Si pero no mucho.


Ruas lembram rios e banhados. Coloquemos na quantidade de água 50% da culpa.
Água  represa por não ter por onde escoar.
Não há planejamento ou Projetos de saneamento e urbanismo.
Fotos mostram ruas e avenidas, provas absolutas do relachamento.
São Pedro estraga, mas não cobra imposto ou foi eleito pra preservar.
Quem recebeu voto de confiança tem de fazer por onde.
Do jeito que está, não pode continuar.
Do jeito que está,  impossível continuar.
Situação agride bom senso.
Decomposição a Céu Aberto.
Não é questão financeira.
Falta vontade. Descaso explícito.
Imbé implora por carinho.
Há começar por mudança de mentalidade administrativa.
Paramos no tempo.
Primeiro passo pra virar passado.
Não é admissível conceber convivência com esse andar pra traz e considerar normal e irreversível.


Diante do isolamento do Planeta Mundo e o crescente aumento de invasões, roubos e depredações das Residências de Veraneio, relegadas à própria sorte no Inverno, Empresas de Segurança se configuraram num alento aos proprietários de imóveis; a melhor notícia das últimas décadas.
Na contramão da Boa notícia chegou até o Sofá, reclamação de Morcego (***), usuário dos serviços e proprietário de Imóvel.
Segundo ele qualidade de serviços caiu sensivelmente, principalmente nos quesitos atendimento e demora na chegada de Vigilantes, quando requisitados.
Afirmou ter sua casa invadida por duas vezes e invasores tiveram tempo de comer um churrasco e tirar uma pestana, até a chegada dos segura e a menina que o atendeu no escritório estava mais preocupada em abrir mensagens no WhatsApp.
Mostrou-se decepcionado e decidido em colocar casa à venda e buscar outra praia mais "organizada".
Não citaremos nomes de Empresas.
Longe de ser nossa intenção prejudicar quem quer que seja ou nivelar por baixo, colocando todas no mesmo saco.
Existem exceções de bons serviços, sendo também questão a lastimar.
Deveria ser regra geral.


Intenção é alertar diretores dessas Empresas.
Hora de dar uma sacudida na rapaziada. Setor parece contaminado por acomodação,  não dando ao Cliente a Segurança a ele prometida.
Antes de publicarmos, tomamos o cuidado de realizar sondagem.
Descontentamento longe de ser fato isolado.
Reclamações mais comuns:

- Empresas fecham contratos acima de sua capacidade o pracional, sendo humanamente impossível prestar bons serviços, devido à  Equipe reduzida.
- Residências a serem monitora das distantes da base, não havendo comi chegar em tempo hábil.

Não sabemos se cabe à Prefeitura intervir e fiscalizar; de concreto apenas a constatação.
Mais um que vai embora.
O último a sair, não esqueça as varas de pescar.

-X-X-X-X-X-X-X

VAI AFUNDAR


BR 101 em Osório.  Lagoas mudando de lugar. Complicado transitar pela Rodovia.
Se puder, evite.
A não ser que queira uma Selfie.

Se você tem sua casinha no Litoral Norte, aconselhável dar um pulinho na praia; só pra prevenir.
A coisa não foi bonita.

PS: Aqui Morcego (***) tem nome.
Foto de Marcelo L. Wisnsecki

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda (Literalmente)

X--X-X-X-X-X-X-X

PARAGUASSU



Quando uma Empresa Tradicional fecha as portas, Comunidade perde como um todo, dando margens à dúvida:

SINAL OU FINAL DOS TEMPOS?

O meu Pai tem uma frase perfeita.

É  O PREÇO QUE SE PAGA, POR SE VIVER DEMAIS.


A Imbé do passado está virando memória.
Ordem Natural do Progresso?
Penso que não.
Não há melhora, muito pelo contrário.
Imbé jogada à própria sorte.
Mal se abre uma porta pra trabalhar, aparece um fiscal.
Difícil é aparecer alguém da Prefeitura, pra perguntar se precisa de alguma ajuda.


Comerciantes e moradores, cada um por si e que Deus os proteja.
Não há investimentos, nem melhorias, além do umbigo do Centro de Imbé.
É o Girar da roda do mesmismo.

Onda vai...Onda vem...
Fim da Temporada...
Hibernação da baixa, nenhum investimento e cidade em decomposição.
Vem o Verão, remendos, Temporada mais fraca...
Fim da Temporada...
Onda vai...Onda vem...

Razões que levaram o Paraguassu a virar história, são detalhes irrelevantes.
Encaro como um símbolo da tão repetida Latinha.
Lembram do Supermercado da Paraguassu em Mariluz?
Pois é! ...
Lá tinha. Não tem mais, mas Impostos, Taxas e outras fontes de arrecadação continuam com destino desconhecido, pra felicidade de Santa Catarina.
Quer veranear em 2018 numa Praia com investimentos e pronta pra
recebe-lo?
Lá tem!...

X-X-X-X-X-X-X-X

DIZER O QUE?

Transporte gratuito é um direito de Idosos, à partir dos 65 anos.
Concordo 100%.
Mérito conquistado após anos de trabalho, nem sempre remunerado com justiça.
A questionar a demagogia e fuga de responsabilidades do Governo.
Fazem cortesia com o bolso alheio.
Criam leis. Pousam de Socialistas e jogam a conta, pra iniciativa privada pagar.



No caso do Transporte Municipal, com o aumento de passagens gratuitas, fica complicado pra Empresas sobreviverem.
Usuário cobrá qualidade, ignorando por conveniência custos; difíceis de serem superados, com queda de arrecadação.
Político quer viver na mordomia, colocando Empresários pra trabalharem de graça.
Passou da hora de Prefeitura subsidiar parte da filantropia que gera votos.


Se complicado em cidades "normais", o que dizer de praias,  onde população é na maioria de aposentados e anciãos?
A Boto, responsável pelo transporte coletivo em Imbé, realiza ginástica pra manter folha de pagamento, manutenção e renovação de frota.
Chega a assustar.
Algumas viagens são realizadas, com 100% de passagens free.
Não bastasse o infortúnio da Lei, outro mal só faz crescer.
Motorista acumula função de dirigir e cobrar. Tem horário a cumprir. Precisa agilizar viagem e não tem como fiscalizar documentos.


É de envergonhar o número de senhores e senhoras, abaixo da idade limite, que sobem por traz, exigem lugar, reclamam do serviço e, mesmo cientes de não inseridos no exigido pra gratuidade, viajam sem pagar.
Triste constatar pessoas com longe bagagem de vida, com missão de dar exemplo às novas gerações, vendendo sua dignidade por tão pouco.
Invariavelmente não se resume em necessidade financeira. Segue o famigerado tesão do levar vantagem.
Se é que assim possa ser considerado.

Morcego (***) comenta providências a serem tomadas por parte da Boto, mas não creio que seja incumbência exclusiva da Empresa.
Cabe ao usuário que paga, fiscalizar e cobrar. Ele é um dos principais interessados.
Tira responsabilidade do motorista de se indispor com infrator, evitando estresse desaconselhável,  pra quem transporta Vidas.


Questão moral e prática.
Hora da Sociedade rever conceitos, pois o resultado da demagogia política e desonestidade de alguns usuários, quem paga a conta é o cidadão honesto, tendo de arcar com passagens cada dia mais caras, em troca de qualidade em queda livre.

NÃO FOI POR UM GAÚCHO DESSE NÍVEL, QUE FARROUPILHAS PELEARAM.
NAQUELA ÉPOCA, HONRA NÃO SE VENDIA BARATO.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda

X-X-X-X-X-X-X-X

ÁGUA OU LEITE?

Caso de Polícia?
Talvez não.
Mas sem dúvida,  transita nos caminhos do "desrespeito".


Como investir em Turismo e acreditar num futuro  grandioso,  em Terra sedenta de básico?
A Cia Riograndense de Saneamento (CORSAN) tem muito a explicar, a população do Litoral Norte.
- É a água mais cara do Estado.
- Contas chegam com estranha antecedência,  evidenciando não se tratar de consumo medido e sim uma irresponsável cobrança em cima de média pré estabelecida.
Dividem o bolo "per capita" e fica por isso mesmo.


Água é vida. Dependemos dela pra tudo e dependência nos deixa escravos.
É pagar e calar a boca ou ser cortado.
Triste saber estar sendo lesado, não tendo a quem recorrer.
Sensação de impotência aumenta, ao pagar caro, por produto de má  qualidade.
Aparência é tudo. Na foto dá pra ver o pobre gatinho "Gibi", pedindo a água, pensando ser leite.
Após o fim da Temporada de Verão é essa a coloração da água.
Justificativa gira em torno de produtos não prejudiciais, usados pra combater fungos, bactérias, micróbios,  Bla, Bla, bla...
Mentira!...
Nem em Cidades Grandes, onde poluição de rios é maior, água tem essa coloração e esse tipo de "remédio ", consumido em grande quanto, afeta de cara, funções digestivas.
Problema aponta pra mais uma aberração administrativa, jogada para o fundo da Terra.
Não há investimento em esgoto. População flutuante cresce no verão e, ao invés de sanear, preferem envenenar a população, em doses homeopáticas.
Esperança de solução desaparece, ao se ouvir comentário de Morcego (***).
Disse ele:
Quando abrirem os bueiros das "conta" da CORSAN, encontraremos figurões com sede de Dinheiro, afogados na mer**...
Completa:
- E aí não haverá cloro que dê jeito.


Até  lá, aconselhamos a quem pretende dar uma fugida ao Litoral:
- Preocupem-se em trazer água, pois Leite jorra nas Torneiras.
Aos Caiçaras Marisqueiros" resta estocar remédio pra prisão de ventre.
Impressionante...
No Brasil de hoje, tudo termina em Prisão.

X-X-X-X-X-X-X-X

OPERAÇÃO GOLFINHO

Guarita Salva Vidas 121 - Mariluz - Imbé/RS.
Sargentos Nunes, Pironi, Kruger e Portório.
Equipe de quatro, se revezando diariamente em Duplas.
Levanto pra aplaudi-los.
Aplausos "extensivos" a todos meninos e meninas, Civis ou Militares, envolvidos na Operação Golfinho.


Em temporada carente de qualidade em vários aspectos, justiça deve existir.
Elogiar com a mesma veemência que se critica, EXERCÍCIO DE CIDADANIA.
Já comentamos sobre, em outras postagens, mas não custa repetir.
Valorizar a quem demonstrou ter Valor, nunca é demais.


Em País de Políticos que sonham com Nação submissa e sem poder de reação, Inversão de valores transformada em mantra.
Fatia da População consegue enxergar vítima da Sociedade, por de trás de máscara de bandido armado, pronto pra roubar, estuprar ou matar e não vê um filho, pai, irmão ou amigo, dentro de Uniforme da Policia Militar.
Teoria devastadora empurrada a ferro, tentativa de transformar Militares em inimigos, derrubadas na convivência diária.


No inicio da Temporada chegaram discretos, educados, com sorriso fácil e sempre prontos a atender, a quem os solicitasse.
Estavam ali com a missão de tirar da água, incautos desavisados, desconhecedores da força do mar e candidatos a medalhista olímpico de fim de semana.
Foram além.
Chegaram sem rosto e foram se apresentando.

- Transformaram a "Sala de Visitas" da Guarita em ateliê. A cada dia uma figura diferente esculpida na areia e mensagens simpáticas aos banhistas.
- Cotidianamente vistos nos finais de tarde, com sacos plásticos, recolhendo lixos, deixados na areia por porcos sem noção.
- Quando solicitados, tinham no sorriso a marca registrada.
- Na hora de encarar o Atlântico pra buscar atletas barrigudos, mostravam o seu preparo, pra exercer a função.


De peças desapercebidas a profissionais responsáveis, não demorou pra se transformarem em amigos.
Se existisse premiação extra, sem dúvida fariam Jus com louvor.
Foram bem além da missão, a eles conferidas.
A partir de 28/02 equipe começa a se desfazer.
Em 05/03 Operação Golfinho da por terminada sua Jornada em 2017.
Desejamos a esses novos amigos que voltem em Paz a seus Quartéis e continuem dignificando com suas atitudes, à nossa Eterna Brigada Militar.


-X-X-X-X-X-X-

CAVALGADA DO MAR 2017

No Litoral Gaúcho, imagens de Tropeiros junto ao mar, alento a um Povo desencantado com realidade atual.


Organização, equipes de apoio, garantindo segurança a cavaleiros, animais e veranistas, marca registrada de Evento estrategicamente programado.


Sincronia perfeita entre participantes, espectadores, organizadores, autoridades locais e Polícia Militar.
Fim da Segunda Guerra, Americanos empurravam ao Mundo sua Cultura.
Alunos do Colégio Julio de Castilhos em Porto Alegre, entre eles, Paixão Cortes, Nico Fagundes e Borghetão, criam o DTG (Diretório de Tradições Gaúchas), depois o CTG 35 (Centro de Tradições Gaúchas).
Combinaram não deixar morrer o Folclore do RS, espalhando CTGs por onde fossem.
E assim se fez.
Graças a eles, as Tradições atravessam Gerações e não só no vestuário, música, literatura ou dança. Exemplo da Cavalgada do Mar.
RS em muitos segmento respira por Aparelhos, mas vendo esses abnegados passarem, comemoro.
Ainda somos Gaúchos.

Deixemos imagens falar por elas:






.


Se preferir, assista  o vídeo.
Amador e cheio de falhas, mas dá uma boa noção. Coisa de amador. Não repare



-X-X-X-X-X-X-

FIM DA TEMPORADA 2017 - LIÇÕES QUE FICAM


Chega ao fim Temporada 2017. A mais fraca e decepcionante do Século XX.
Inverno longo e doloroso à frente.
Diante do choque de realidade, o aprendizado.
É pegar ou largar. Dependerá do desejo dos Administradores de acordar ou permanecer na inércia da Putrefação Gradativa.
Recado dado. Mundo se globalizou. Dinheiro escasso, consumidor mais informado e exigente.
Sabe de sua importância. Fecha pela melhor oferta, não necessariamente a mais barata.
Anseia qualidade.


Até Maio saberemos, se entramos numa Nova Era ou permanecemos sob comando da mesma Ameba.
Litoral Gaúcho, de Pinhal à Santa Terezinha, é o mesmo de décadas.
Quem não se atualiza, ultrapassado fica.
- Século XXI não convive mais com "Balneários" sem Saneamento Básico, ruas esburacadas, sarjetas abandonadas, verdadeiras represas de podridão e criames de "doenças" de todos os tipos.
- Número de automóveis se multiplicou. Ninguém mais aguenta vir para o Litoral, encontrar as mesmas vias e sofrer com engarrafamentos evitáveis.
- Terrenos e construções não habitados e/ou invadidos, sem nenhuma manutenção, em estado degradante e pondo em risco integridade de veranistas, são também de responsabilidade das Prefeituras. Cabe à elas cobrar de proprietários melhorias ou se desfazer dos imóveis, caso não possa mantê-los.
- Comerciante do Litoral vive dos meses de veraneio. Inadmissível ser explorado em Impostos, Taxas e visitas constantes de Fiscais, muitas vezes em busca de uma cervejinha, justamente na hora de garantir seu sustento.
Comércio de qualidade exige apoio e incentivo. Prefeituras se tornaram Sócias duras de manter.
Não se resume a alugar uma lojinha, entupir de mercadorias e ter certeza que clientes farão fila pra comprar.

Santa Catarina e Nordeste, a cada ano impressionam com novas ideias. Criam e vendem seus produtos. Enquanto aqui empurram o ano com a barriga. Com Prefeituras repletas de CCs. Abandonam por completo áreas de veraneio, para quando chegar dezembro partir pra Operação Remendo, oferecendo estrutura cada vez mais degradante.

Prefeituras de Oposição ao Governo federal, jogarão culpa do fracasso da Temporada em Temer.
Mas ele não é também o Presidente  do País de Capão da Canoa e Atlântida?

Litoral vive de Eventos.
Festivais, Festas, Competições Esportivas, Jogo de Palitos, o raio que os parta.
Não temos nada, fora da bem encaminhada região Xangri-lá/Torres. Ilha de Visão, cercada de mediocridade por todos os lados.


Basta ver Carnaval. Pego Bloco Tico Mia de Santa Terezinha como exemplo.
Iniciativa de moradores. A anos saem pra alegrar veranistas. Não recebem um mísero muito obrigado dos Administradores.
Tico Mia em Santa Catarina, já seria conhecido Nacionalmente, trazendo milhares de Turistas.
Falta de Visão?
Resultado?
Temporada Lucrativa dos Catarinas é de três meses cheios.
Nas bandas de cá, se restringe a poucos fins de semanas.
Falta de Vontade?
Falta de Interesse?
Falta de capacidade?
Peguem todas as opções. Multipliquem por muito e chorem pelo futuro sem futuro, de nossas combalidas Praias.

Ideal seria, pensando num primeiro passo.
Reunir Representantes de várias Áreas de Comércio, vindo de todas as praias.
Saber de cada um, os principais problemas que enfrentam
Traçar Plano de Prioridades e trabalhar durante o anos nas melhorias possíveis.
Essa de esperar o Movimento, parar o trânsito numa pavimentação qualquer, pra mostrar serviço ao Vernista, já é manjada e não cola mais.
Só causa mais transtornos.
Esperemos que em 2018!!!!!!!
Mantenho esperança de uma guinada, apesar de Morcego (***) garantir, que posso tirar cavalinho da Chuva.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o Brasil se Afunda.


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, com garantia de preservarmos Identidades.

-X-X-X-X-X-X-

FALÊNCIA E CALOTE - LEGADO 2017

Recorde negativo sem chances de reverter.
Temporada 2017 no Litoral Gaúcho, a pior do Século XXI.


Razões são muitas. Desgastadas de tão repetidas, dispensam apresentações.
Partem da Crise Nacional Histórica, tendo como Apoteose, o sucateamento da Máquina.
Jurássica e abandonada, sem condições de oferecer estrutura mínima, ao Veranista.
Algumas exceções de qualidade, se perdem em meio do descaso, falta de investimento público e visão.


Após 2016 longo e descapitalizado, comércio se preparou para o multiplicar da população.
Investimentos consideráveis. Muitos a serem quitados, com o faturamento futuro.
População cresceu, mas dinheiro não desceu a Serra.
Nem o milagre do Carnaval driblará sonoro prejuízo.
O sonho acabou. Hora de encarar Gerente de Banco e explicar aluguel caro, estoque encalhado, concorrência desleal, Bla, Bla, Bla...


Culpados são muitos. Vai do mau planejamento ao azar, passando por questões econômicase e sociais.
Inocente um só. Podendo ser a grande vítima.
Funcionário contratado. Trabalhou muito. Fez a sua parte e talvez fique sem receber.

Segundo Morcego (***), risco de falências entre comerciantes tradicionais, não totalmente descartado, mas drama se agiganta entre franco atiradores.
Empolgados acreditando numa fantasia e se arrebentando no "parachoque" realidade
Tomara que não, mas se tiver de acontecer, a quem recorrer?


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, garantindo preservar suas identidades.

-X-X-X-X-X-X-

IMBÉ/TRAMANDAÍ - LIMPEZA URBANA

Temporada, sinônimo de invasão humana. Do nada chegam e ao desconhecido voltam.
Meteóricos, explosivos; muitas vezes é stressados.
Agitados, pálidos, ávidos por sol, mar, descanso e, porque não????
Amor, festa ou aventura.
Milhares, ligados no 220.
Pressa. Tempo curto pra tantos planos e expectativas.
Mexem com rotina local. Movem economia. Pulverizam com tranquilidade.
Buscam sonhos. Trazem Vida, beleza e produzem lixo.
Bota lixo nisso.


Elogiar com a mesma veemência, que se crítica.
Tramandai e Imbé pararam no tempo. Tornaram-se ultrapassadas.
A cada temporada se mostram mais despreparadas, na Arte do bem receber, mas no quesito limpeza urbana, levanto pra aplaudir.
Pontualidade e eficiência, com destaque aos funcionários.
Garis ou pessoal dos caminhões; impecáveis.
Abaixo de sol que judia, discretos, simpáticos, para muitos invisíveis, esbanjam simpatia.
Olhos brilhantes, encontrados apenas em pessoas de bem com a vida, mesmo convivendo muitas vezes com a indiferença.
Dá gosto sair às ruas de uma cidade tomada por gente, muitas vezes mal educadas e porcas, sabendo que não haverá acúmulo de lixo, graças a profissionais competentes e sérios.


PARABÉNS A TODOS.
NA TEMPORADA, VERA NESTA SÃO IMPORTANTES, MAS VOCÊS SÃO FUNDAMENTAIS.

-X-X-X-X-X-X-

MÃE D'ÁGUA
Temos repetido. Ninguém escuta.
Tá tudo diferente no Imprevisível e genioso Atlântico.
O Povo é cego ou brinca de não enxergar?


Verão Gaúcho, maré alta, água limpa e quente?
Isso não existe!...
Deixa pra lá.
Chega de ficar com dedo roxo, de tanto clicar.
Se é pra felicidade geral, brinquemos de tudo normal, dentro da anormalidade.


Pra ninguém dizer que não entregamos as mães, avisamos às mães.
Cuidado com as crianças e, de quebra, com adultos também.

Temperatura da água realizou Milagre da Multiplicação de Mães D'Água (Água Viva).
Pra quem não conhece, melhor evitar conhecer.
Aparência lembra bolsa de cílios com rabinhos.
Em contato com a pele, queimadura de alto grau.
Mas não se desespere.
No andar da Traineira, você ainda terá uma Água Viva, pra chamar de sua.



-X-X-X-X-X-X-

ARTE NA AREIA

Muito se fala do Veraneio 2017.
Infelizmente, maioria esmagadora das notícias, tem pessimismo como fundo.
Nenhuma surpresa:
Somatório de fatos elegeu Temporada, como a mais fraca do Século.


Críticas e queixas com razão de ser. Bom senso manda adotarmos otimismo, mas sem brincar de País das Maravilhas, negando realidade.
Fenômeno conhecido como Alienação.

Por outro lado, fechar-se no pólo negativo, passagem sem volta pra amargura.


Na Guarita 121 no Balneário de Mariluz, Município de Imbé encontramos um alento em forma de arte.
Infelizmente não nos passaram nome do talentoso artista. Sabemos se tratar de Salva Vidas em serviço.
Escultura de Golfinho, moldada em areia, contamina de felicidade quem passa.


Levantamos pra aplaudir responsável.
Parabéns por salvar vidas em todos os sentidos.


A Natureza faz sua parte, no criar atrativos turísticos, mas precisa da mãozinha amiga de Administradores Públicos.
Diante de raro espasmo de luz no fim do túnel, surge a idEia.
E por que não?
Quantos artistas, perdidos nos corredores do anonimato, encontraríamos sob placas de protetor solar?
Concurso de Esculturas na Areia, com direito a prêmios e colocar 3X4 desbotada na RBS, com entrevistas e tudo mais.
Original não é.
E daí?
Já dizia o  falecido Tio Lavoisier.
" Na Vida e na Natureza, tudo se copia".

-X-X-X-X-X-X-

IMÓVEIS DESVALORIZAM EM IMBÉ/TRAMANDAÍ

Temporada das casas fechadas evidencia tragédia anunciada.
Desde a Emancipação do Imbé, governantes revezaram cadeiras, se caracterizaram por equívocos capitais e contaminaram Tramandai.


Migração, na verdade "êxodo explícito", sentido Xangri-lá, Capão e Torres, passa desapercebido somente aos olhos de Admiradores voltados para outros Oceanos.
Tendência leva políticos a culpar crise Nacional. Impossível desconsiderar por completo o respingar, Litoral como um todo se ressente, mas nada comparável.
Sofá Di Pobre tem avisado, ciente de agir igual a Locutor de Rádio mal sintonizado.
Estamos com dedos roucos de tanto digitar. Milhares escutam o que escrevemos, mas minoria avalia gravidade da situação.


Esmero e cuidados encontrados lá, contrastam com descaso e abandono suportados cá.
Saida de Imbé pra Xangri-lá via Paraguaçú, transforma Avenida em Passarela de Joãozinho 30:
Do Lixo ao Luxo.
Infelizmente, nesse caso, Samba atravessou, Evolução desandou e Samba desafinou.


À Beira Mar, início do fim, se apresenta com desvalorização imobiliária.
Em Tramandai e Imbé, oferta maior que procura, ninguém vende e minoria aluga.
Aluguel Temporada deixa de ser vantajoso.
Inquilino empilha multidões e vandalismo imóvel.
Total recebido, mal supre obras de restauração.
Aluguel Anual, Festival de Encalhe.
Proprietário pede $100, mas fecha em $40.
A continuar mentalidade em voga, placas de "VENDE-SE", num futuro próximo,  serão substituídos por "DOU DR PRESENTE,  PRA ME LIVRAR DO PROBLEMA ".


Recado dado, mesmo sabendo que o Nordestão levou palavras para o mar e futuro para o incerto.
Nem tô!...
Vou nadar.
Cadê meu protetor?
Não o do Sol.
Quero o do Bicho Geográfico.

-X-X-X-X-X-X-

 ABANDONO E PORQUICE


Imbé e Tramadai - Destino de milhares de Gaúchos. Tesão de estar próximo do Atlântico, depois de ano de trabalho e encarar inverno de cara "aburrida".


Ponte do Rio Tramandai, divisa entre os dois municípios, ponto de encontro obrigatório de pescadores de fim de semana, na busca da cobiçada Sardinha. Lazer de alguns, objetivo de férias da maioria. Tradicional cartão postal do Litoral Gaúcho.
Quem joga a isca no Canal, é fisgado pra vida.


O Lúdico impressiona. Realidade revolta. Mesmo os mais apaixonados do caniço, depois de horas de espera, precisam liberar o xixi amigo.
Morcego ( * * * ), usuário local a mais de 20 anos, entrou com sofá, vendo em nós a última esperança.
O abandono e o descaso com o único banheiro público, tem reclamação junto à Prefeitura, até da AVMT (Associação dos Vermes e Micróbios de Tramandai ), enojada com a podridão.


Quadro apresentado impressiona. Fotos enviadas.
Não publicaremos em respeito a você e por não termos detetizado o blog.
Vaso Sanitário transborda (literalmente), espalhando pelo chão, o pior tipo de imundície.
Impossível uso mesmo em pé.
Difícil para homens, impensável pra mulheres.
Drama maior para pais, tendo de colocar seus filhos em ambientes fedidos,  por absoluta falta de opção.
Prefeitura alega falta de educação do usuário. Não descartamos esse lado. Infelizmente o brasileiro desrespeita e não zela por equipamento público, colocado em seu benefício.
Tudo bem Sr. Prefeito, explicado 10%, mas como justificar a falta de manutenção  ou presença de funcionário responsável pela limpeza?
E onde fica a Vigilância Sanitária?
Voraz ao fechar ou multar pequenos comércios, em nome da Saúde Pública e tão boazinha com a Administração.

SECRETARIA DA SAÚDE ADVERTE:
BOSTA ORIUNDA DO DESCASO DE ÓRGÃOS GOVERNAMENTAIS, É CHEIROSA, ESTERILIZADA, NUTRITIVA, PODENDO SER ENCONTRADA EM SANITÁRIOS PÚBLICOS, SEM CUSTO ADICIONAL.


Outra grave denúncia. Frequência de usuários de drogas e outras pessoas, nenhum pouco interessada com pesca ou preservação do local, com a conivência de quem deveria zelar pela segurança de veranistas.

Limite de descaso  ultrapassado léguas.
Ninguém aguenta mais histórias de pescadores, vindas de eleitos pelo voto de quem pesca.
Transformar o atual banheiro em ambiente com padrões minimamente aceitáveis ou eliminar a aberração,  instalando vários banheiros químicos no local, sem esquecer da manutenção diária.
Higiene,  um dos mais básicos dos direitos, de quem trabalha,  paga impostos e conquista dias de merecido descanso.


Morcego ( * * * ) - Assim chamamos nossas fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

VERÃO 2017 - PIOR JANEIRO DO SÉCULO

Diferente de Veraneios anteriores, com "El Ninõs, La Ninãs e outras Lá Mierdas", os dias de Janeiro foram abençoados com "Lá Mano de Dios".


Sol, calor, água quentinha e limpa, lembravam praias "máde in lá de cima".
Sonho de consumo do Veranista, para orgasmos do Comércio Local.
Perfeito, se não fosse Brasil.


No País onde leis defendem direitos só de bandidos e políticos, não há dinheiro circulando.
Crise histórica e "calote" do Estado aos funcionários públicos,  transformaram Janeiro em fracasso retumbante nas praias Gaúchas, atingindo todos os setores.
De acordo podemos avaliar, em pesquisa que a grande mídia faz questão de omitir, queda foi generalizada, chegando em alguns segmentos, a alarmantes 30%.
Nem Super Mercados e setor Imobiliário, normalmente imunes à crises, conseguiram se salvar.


Gaúcho, cansado e precisando de férias, não deixou de ir pra praia.
Reduziu sensivelmente período de permanência. Churrasco de domingo substituído por "Arroz de Puta Pobre".
Copo da Gelada ficou menor. Dividiu aluguel da casa com vários parentes Filhas usaram biquínis do ano passado e netos tiveram de se contentar com "Sacolés, de Q Suco de Groselha".


Vivemos Janeiro de Final de Semana, para desespero de comerciantes, principalmente Temporários, que investem altos valores, acreditando em retorno e lucro rápido.
Consideram quantidade de consumidores em detrimento ao Poder Aquisitivo.


Resultado de Corrupção,  Marqueting mentiroso, Gráficos Manipulados, Demagogia, Ideologias Mórbidas e Putrefatas, chegou ao Litoral Gaúcho.
Fevereiro vem aí,  com desânimo geral.
Com retorno às aulas, ruim tende a piorar.
Perspectiva de Inverno Longo e Dolorido.

X-X-X-X-X-X-

TRANSPORTE COLETIVO NO IMBÉ

Populismo, tática de político sem escrúpulos,  baseada em criar vantagens pra População,  mandando a conta pra terceiros.


Vivemos 13 anos de demagogia, discursos Socialistas, em prejuízo de quem investe e cria empregos. Exemplo maior no Transporte Coletivo.
Isentar Idoso de pagar passagem em Coletivo, iniciativa justa.
Jogar pra Empresários todos os custos, absurdo inconcebível.
O lógico seria Governo custear metade do benefício.
Empresas pagam impostos, tem folha de pagamento, despesas operacionais e compromisso de renovar frota. Não pode se dar ao luxo de andar pra cima e pra baixo, levando velhinho pra passear.
Socialistas, maioria desfilando em carrões último modelo, logo dirão.
Transporte é direito do cidadão,  não fonte de enriquecimento de Empresários gananciosos.
Então por que Governo não assume?
Simples.
Empresa Estatal vira cabide de emprego, sucateia frota, oferece péssimos serviços e fale.
Empresário que investe o seu dinheiro, proibido de lucrar, mas roubalheira de políticos e afilhados, sem problemas.


No Imbé, salta aos olhos discrepância.
Cidade pequena de Litoral, com população fixa, na maioria de aposentados.
Circular faz a Linha entre Balneários, lotado, mad com 2 ou 3 passagens pagas.
No início da Temporada passagem subiu pra R$ 3,25, numa linha de pouco mais de 10 km.
Caro pra quem paga, nada pra Boto Transportadora, empresa responsável pelo serviço.
Em determinadas viagens, valor arrecadado é de menos de R$ 15.
Pergunto aos Socialistas.
Como fazer pra fechar o mês?
Brasil não suporta mais esses filósofos da bunda grande.
Chega de falar em direitos. É preciso fazer.
Hora de mostrarem na prática como se faz
Papel aceita discurso vazio, mas matemática é exata, mesmo no devaneio Comunista.
Quando chega temporada, movimento aumenta e faltam ônibus.
Como aumentar frota sem dinheiro,  em País que Governo estupra, com impostos massacrantes, não revertidos para população?
Exatos 3/4 do arrecadado pelo Governo, são gastos com o próprio Governo.


Hora de reavaliar. Descer do palanque e encarar prancheta.
Restam poucas opções.
Governo assume, subsidia, libera cobrança de idosos ou Transporte Coletivo sucumbe.
Existe possibilidade de organizar.
Distribuir cartão a idosos, limitando passagens gratuitas no mês.
Tem muito velhinho folgado andando pra cima e pra baixo, só por ser free.
Com limite estipulado, número de usuários diminuirá. Ônibus a menos circulando de forma desnecessária, custo menor, passagens mais baratas, pra quem paga e realmente precisa.
Tem muito "bonzinho de boca" por aí, querendo fazer cortesia, com dinheiro alheio.
Hora de botar ordem nessa zona, em que transformaram nossa Terra.
E não me venham com o blá, blá, blá de sempre.
Não sou burguês,  tenho 60 anos e sou usuário de Transporte Coletivo.

Velhinho pode viajar sem pagar...
Desempregado pode viajar sem pagar...
Deficiente pode viajar sem pagar...
Policial, correio e sabe mais quem, pode viajar sem pagar...
Estudante tem desconto...
Quem paga o óleo e o salário do motorista?
Marx, Lenin, Che ou Fidel?
Lula certamente não é.
Ele nada sabe, nada vê,  nada tem...
Mas se der tudo certo, é graças a ele.
Do contrário. ..
Culpa do FHC, da Burguesia ou de um amigo...
Então tá então.

Nesse jogo de empurra, entre inúteis e oportunistas defensores de ideologia Putrefata,  por não existir no mundo real, e Empresários, triste foi testemunhar moradores fixos, Cidadãos Comuns querendo apenas trabalhar em pleno domingo, aguardando 40 minutos, sob sol de 40☆C, pela chegada de um Busão.
No final são eles que pagam a conta.


Mudar a prosa.
Abandonar ranço do Pais justo e planejar um Brasil viável.
Imbé agradece.


Entre essas e outras, falando em nome do inconcebível inexplicável do Socialismo "no sense", me veio à mente o Clube de Santa Terezinha...
Mas isso é  outro assunto....

X-X-X-X-X-X-

VERANEIO - POSITIVO E NEGATIVO 


A chegada da segunda turma de Formandos de Salva Vidas Civis, é a melhor notícia do ano.
Explicando:
Natal, Réveillon e primeira semana de Janeiro assustaram. Não se via Salva Vidas em todas as Guaritas.
Por erro de Cronograma e desorganização, existentes apenas em Governos incompetentes, que acreditam ser administrar arte do arrecadar muito e gastar o dobro, curso de Salva Vidas Civis atrasou e novos Recrutas se credenciaram, já com Temporada em andamento.
Agora normalizou.
Civis protegem banhistas, comandados por alguns militares, ficando mais Brigadianos liberados para policiamento.
Segundo constatamos, pagamento relativo a treinamento está em dia.
Agora é torcer que Estado não atrase salários da meninada, dê alojamento descente e apoio logístico.
São profissionais exercendo funções vitais, não bonecos a serem empilhados.
Ponto alto nas turmas recém formadas é a presença feminina.
Meninas lindas fazendo marmanjos sonharem com salvamento e respiração boca à boca.
Acompanhamos atuação das belas. IMPECÁVEL.
Atenciosas e atentas, profissionalismo digno de aplausos.


Clima e mar tem ajudado. Na média pouca incidência de chuvas. Água limpa e quentinha.
Caimos no bom assustador. Não é normal nas praias gaúchas, água nessa temperatura.
Temos avisado. Há algo estranho no ar.
Atlântico está calmo, mas maré acima do normal.
Observem fotos tiradas em 15/01/2017. Banhistas Amontoados num canto de areia,  raridade  em praia invadida pela água.
Cobramos explicações, mas autoridades brincam de paisagem.
Tudo normal, dentro da anormalidade.


Fora do âmbito Natureza, salta aos olhos imundície da areia, principalmente em finais de semana, com aumento da população flutuante.
Esgoto a Céu aberto, vindo de tubulações ou sarjetas e desembocando na areia.
Foto acima é de Praia em Atlântida Sul.
Não pertence a Imbé ou Tramadai.
Praia limpa, sem esgoto tomando banho de sol na areia.
Por que alguns conseguem e outros não?

Aviso a banhistas de Imbé e Tramadai:
Verifiquem se possuem lesões nos pés. Feridas abertas,  por menores que sejam.
Aumenta contaminação de "bicho geografico", que só entra na pele, via feridas, mesmo sendo um picote de cutícula.
Evitar pisar em água nas ruas. Geografico prolifera de fezes misturadas à  água, parada ou não.
Problema aumenta em dias de chuva.


Sintomas:
Coceira e formação de linhas na pele, igual a caminhos subcutâneos.
Lave com água fria e sabão. Seque bem. Passe pomada Foldan e cubra, calçando meia escura.
pEDIR AO MÉDICO REMÉDIO DOSE ÚNICA PRA VERMES.
Repita 3x ao dia, durante 7 dias.
Se coceira for muito forte. Tire a meia, passe gelo, seque e cubra novamente.

Abandono à Balneários menores do Imbé, (Nordeste, Albatroz,  Santa Terezinha e Imara) é assustador.
Consultamos Morcegos (***), técnicos sanitários e foram categóricos.
No Réveillon e Carnaval essas praias deveriam ser interditadas. São reprovadas para banho, mas interesses políticos e econômicos engavetam laudos.


Ponto positivo:
Preços vantajosos da Feira de Maríluz (quartas-feiras) e super mercados.
Segundo pesquisamos, aconselhável a veranistas prestarem atenção.
Na contramão da lógica,  mercados maiores e de grandes Redes, a exemplo de Nacional, praticam preços mais caros.

Morcego ( * * * ) - Assim chamamos nossas fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

ESCRAVIDÃO - VERSÃO SÉCULO XXI


Comércio de Escravos reaparece com a mesma sordidez, apenas repaginada.
Hoje manipulados  em nome de interesses econômicos e/ou políticos.
Amanhã mais um gigantesco problema Social, a engrossar herança maldita.

Humilhação a Asilados em Maríluz, Imbé / RS, vem dando frutos.
Postagem viraliza, com mais de 100 mil acessos, raridade em publicações com fatos restritos à uma Região.


Morcego ( * * * ) entrou em contato.
Simples, direto e objetivo, não se limitou à acusações.  Apenas salientou detalhes, que agora repassamos.
Sofá Di Pobre se limita à informação. Conclusões em aberto.

- Imigrantes, maioria esmagadora, vem de Países Africanos.
Homens Negros, altos, média de altura bem acima da nossa, fortes e jovens (20 a 30 anos).
- Catalogados em lotes, não como indivíduos.
Fantasmas, sem rosto,  nome ou formação.  Colocados no balaio.
Mão de obra barata e explorada ao máximo.
- Amontoados em hospedarias desprovidas de um mínimo de conforto, se alimentam de saudades e esperança.
- Distribuídos em Construtoras  e Empreiteiras (tinha que ser), trabalham em carga horária superior  permitida por Lei e sem direitos trabalhistas.


- Grande Leva jogada nas ruas,  pra trabalhar de Ambulantes.
Chama atenção uniformidade de produtos vendidos.
De Norte a Sul, maleta de madeira com relógios ou "araras" com óculos escuros.
Não há dúvidas procedência.
Origem é a mesma.
- Se mercadoria vendida for a citada, dificilmente são molestados por fiscais.
Do contrário "Rapa" vem com tudo.

- Asilados colocados em cidades comandadas pelo PT ou Partidos Aliados.
Procede?
Em se confirmando, algo a se pensar na cama.


Esqueçamos questões subjetivas, mas não improváveis, possibilidade de engrenagem organizada, com fins lucrativos e pensemos nas consequências.
Homens jovens irão se relacionar com mulheres nativas, procriarão e formarão famílias.
Que tipo de estrutura familiar surgiria nas condições de abandono imperantes?
O acumular de "incapacitados por circunstâncias diversas", de encarar o mercado de trabalho, com mínimas chances de competividade, engrossaram bolsões de pobreza, disseminaram discriminação e desigualdade.  Prato cheio pra criminalidade.
Salta aos olhos.
Nenhum desses "detalhes" aparecem no "Marketing Canhoto" ou é veiculado na Grande Mídia.


VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.


Morcego ( * * * ) - Assim chamamos nossas fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

HUMILHAÇÃO DE ASILADOS EM MARILUZ


Triste, vergonhoso, demagogia voltada ao Marketing, em detrimento à pessoas.
Pais imoral, regido por Inversão de Valores,  imposta a 13 anos de Socialismo de Shopping, onde propaganda fala em preocupação com minorias e prática revela Governo Corrupto, trabalhando em prol dos amigos do Rei.


Pais sem vergonha ou respeito à pessoa. Vende imagem de preocupado em receber asilados, enquanto acumula milhares de miseráveis, sem direito a trabalho ou respeito.
Transformados em numeros estatísticos de propaganda mentirosa e relegados a maus tratos e vida às  margens da Sociedade.

Morcego (***), Jovem merecedor de respeito,  " Di menor" que trabalha e investe no futuro,  indignado, enviou vídeo,  com flagrante de agressões a asilados Senegaleses em Maríluz, Balneário de Imbé no RS.
Temos nome, foto e respeitamos direito autoral. Não veiculamos, por falta de autorização de responsáveis legais.


Imigrantes, jovens que aqui chegaram, guiados com promessas de vida nova.
Conhecidos por comerciantes locais. Vivem em quartos alugados e pagos religiosamente.
Humildes, educados, andam pelas sombras, capisbaixos, fugindo de confusões, como rege a cartilha de estrangeiros em Terra estranha.
Segundo testemunhos, pagam à Prefeitura, taxas de ambulantes. Mesmo assim são impedidos de comercializar seus produtos.
No dia 11 de janeiro de 2017, importunados por fiscalização, acabaram sendo agredidos e humilhados, tendo suas mercadorias apreendidas.
Claro que opinião pública cairá matando nos brigadianos.  Sempre sobra pra Polícia, enquanto verdadeiros culpados são esquecidos.
Até  quando conviveremos com essa hipocrisia?
País incapaz de suprir necessidades básicas de seus habitantes, atrai e trai Imigrantes,  trazendo-os para um Estado, em estado falimentar, sem condições de cumprir compromissos trabalhistas básicose com seus colaboradores, conseguindo apenas aumentar número de desamparados, a engrossar gráficos de desilusão, diante de classe política Putrefata e com prazo de validade vencido.
Veja vídeo e sintam vergonha de ser brasileiro.


VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.


Morcego ( * * * ) - Assim chamamos nossas fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

ABANDONO CRIMINOSO DE ANIMAIS



Juninho e Aninha, a "princesinha" do papi, guti, guti, bilu, bilu, resolvem que querem um cachorrinho, igualzinho aos dos amiguinhos do Face.
De preferência  mais bonito que o da Tina. A "mais tudo" da Escola.
Moram em apartamento, ambiente inadequado ao animal. Pra
complicar, condomínio limita espaço externo pra "pets".
Projeto sem chances. Hora do NÃO definitivo.
Nhá, nhá, nhá, mi, mi, mi. Toda delicadeza no combate ao beicinho, seguindo à risca "Psicologia Cria Sem Limites".
As crianças ouvem atentamente argumentos dos pais, reagindo dentro da normalidade, de Geração Perdida.
Vizinhos acompanham contraponto infantil, posto em altos brados.
- Eu quero!...Eu quero!...Eu quero!...
No Natal, chega Bob!



Lindo, assustado, poucos dias de Vida, lembrando novelo de lã, se via cercado de carinho.
Transformado em alvo de "flashs", viraliza nas Redes Sociais.
Passadas festas, família feliz segue para o Litoral. Bob vive infância dos sonhos.
Espaço pra brincar, comida de qualidade e afagos de todos os lados. O "xodó"da casa.
Terminado Verão, hora de voltar pra cidade.


Estranha. Tudo parece menor. Inclusive sua cama.
Ambiente muda. Há estresse e mau humor no ar.
Irmãos na Escola, pai e mãe  no trabalho.
Quer brincar.  Ninguém tem tempo pra ele. Repete gestos pra chamar atenção. Sorrisos dão lugar a xingamentos.
Precisa sair na rua. Difícil segurar xixi e cocô.  Late pra avisar. Parece ter ficado invisível.
Impossível evitar.
Aaaaaaiiiiiiiii!!! - Que alívio!...
Família percebe. Pela primeira vez é agredido.
Chora, sem entender nada.
O ano passa. Pra ele só xingamentos e solidão.
Os irmãos se afastaram. Carinho nem pensar.
Os poucos passeios, a melhor parte do dia, cada vez mais rápidos e com má vontade.
Fotos? Nem pensar!...
Pra piorar, casa não para de diminuir.
Tem vontade de chorar.  Evita.
Não quer causar problemas.
Em outras oportunidades, choro revoltou vizinhos.
Chega período de festas. Coração dispara.
Carinho recebido não foi igual, mas tudo bem.
Chances de voltar pra maravilhosa casa da praia.


Retorno ao Paraíso. Tudo bem que está diferente. Ninguém lhe dá atenção,  mas pode correr,  pular e fazer necessidades, sem precisar da boa vontade de ninguém.
Belo dia papai o coloca no carro.
Vibra.
Convite pra passear inesperado. Oportunidade de discutir relação.
Papai deve ter reconhecido que errou com ele e quer se desculpar.
Bobagem. Ele entende e ama sua família.  Não guardou mágoas.
Carro para.
Pai o faz descer e segue.
Legal!...
Quer apostar corrida. Decide aceitar desafio.  Mostrará o quanto é veloz.
Em disparada segue o carro feliz.
Papai deve estar orgulhoso.
Máquina não cansa, ele sim.
Resolve parar e descansar.
Carro some no horizonte.
Não entende brincadeira,  mas sem problemas.
Logo papai voltará e o levará pra casa,
onde sua família o espera.

Ainda cansado, coração acelerado, olhos embaralham. Só pode ser miragem.
Tem nítida impressão.
Cachorro perambulando ao longe, machucado e faminto, muito parecido com o cão  de Tina.

Juninho e Aninha, a "princesinha" do papi, guti, guti, bilu, bilu, resolvem que querem um gatinho, igualzinho aos dos amiguinhos do Face.
De preferência  mais bonito que o da Tina. A "mais tudo" da Escola.
Eu quero!... Eu quero!... Eu quero!...



Essa história não é ficção.
Resume reprise macabra de todo final de temporada no Litoral Gaúcho.
Região a ostentar Vergonhoso Título de
PARAÍSO DO ABANDONO.
Crime inspirado por lixo humano, desprovido do mínimo de caráter e incapazes de educar os próprios filhos.

"FAMÍLIA MONSTRO A DIFUNDIR MONSTRUOSIDADE E CRIAR MONSTRINHOS"

Triste ver animais abandonados nas ruas de Cidreira à Capão da Canoa, passando por Tramadai, Imbé Xangri-lá e Atlântida.
Cabe à  população nativa conviver com o sofrimento de gatos e cachorros vagando nas ruas, em busca de restos de comida.
Recado à sub raça que abandona os bichinhos à própria  sorte, se iludindo que ficarão bem, deixo meu testemunho.
Eles sofrem, passam frio, fome, choram sem entender covardia sofrida e contam os segundos, no aguardo que cesse a brincadeira e sua família retorne.


O mais irritante:
Natureza segue sua trilha. Animais de rua procriam indiscriminadamente e, ao chegar o verão, é a família podre, a primeira a reclamar do barulho ocasionado pelos filhos e netos de Bob, providenciando veneno, pra acabar com problema por ela criado.

SE SOLUÇÃO ESTÁ NO VENENO, CONTRAPRODUCENTE ATACAR CONSEQUÊNCIA.
COLOQUEMOS VENENO NA CAUSA

Leis criadas pra coibir essa prática, simplesmente desrespeitadas.
Não há fiscalização e número de abandonados só faz aumentar.
Atenuante vem de Nativos. Mesmo com poucos recursos trabalham pra proporcionar o mimimo aos abandonados, mas chegamos num ponto crítico, com o crescimento fora de controle, das populações caninas e felinas?

E agora?
Continuaremos brincando de Nada Sei, Nada Vi?
Com a palavra, as autoridades.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.

X-X-X-X-X-X-

ELOGIAR COM A VEEMÊNCIA QUE SE CRITICA 

Elogiar com a mesma veemência que se critica, exercício de Cidadania.
Lutar por um bem maior Coletivo, exige bom senso, equilíbrio e cuidado pra não partidarizar, "descambando" para Militância Camuflada.


Dias atrás recebemos fotos e queixas de Morcego (***), veranista insatisfeito de Santa Terezinha, Balneário pertencente ao Município do Imbé RS.
Fomos verificar, evitando conclusões precipitadas e sem embasamento.
Quadro assustador encontrado. Abandono e tratamento desigual, se comparado ao Centro.
Veiculamos queixa, pedindo providências e melhorias das vias públicas de Santa Teresinha, em especial à Rua 3 de Outubro.


Passadas 24 horas, reclamantes retornaram contato, agradecendo e informando presença de funcionários da Prefeitura, realizando melhorias no local.
Pode ter sido coincidência. Serviços faziam parte de um cronograma pré elaborado e aconteceria com ou sem postagem.
Na dúvida, sentimo-nos obrigados a registrar e agradecer.


Sofá di Pobre tem cobrado respeito aos Veranistas. Queridos Albinos de bronze leite condensado, tipico de surfistas de Shopping.
Gente que luta o ano todo e merece o melhor, em suas férias conquistadas à duras penas.


Trabalhamos em torno do justo, tendo cuidado de lembrar os dois lados da moeda.
Acompanhamos o capricho dos comerciantes. Esmerando-se, driblando limitações, investindo no melhor atender, ansiosos com a chegada dos Clientes.
Gente simples, honesta e esforçada, sonhando com o sucesso de empreendimentos, micros aos olhos de quem chega, mas vitais para quem investe.
Na maioria dos caso não se resume ao financeiro. Reflete realização de um sonho.


Infelizmente nem todo Veranista tem a sensibilidade de enxergar o esforço. Chega estressado, arrogante e se achando no direito de ofender, emporcalhar, tripudiar e agredir.
Graças a Deus que é uma minoria, mas em número suficiente pra causar danos ambientais, sociais e de convivência.

SOFÁ DI POBRE se vê no Direito de alertar:

Ninguém é melhor que ninguém.
Respeito exige reciprocidade. Comerciante precisa do cliente, na mesma intensidade que cliente precisa do Comerciante.


Carro de luxo e carrinho de sorvete são conduzidos por seres humanos.
Interesses diferentes os aproximam, em nome da saudável convivência, pondo em pratica a arte do servir e ser servido.
Cria escalas comerciais. Jamais uma cadeia alimentar predatória, isenta de obrigações impostas por regras de conduta e educação.

A Verdadeira relação comercial, se concretiza com um "muito obrigado", acompanhado de um "sempre às ordens; volte sempre".


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

ABANDONO CRÔNICO ÀS PRAIAS MENORES

Sofá di Pobre visto como Anti PT.
Nenhuma novidade. Faz parte do discurso.
Diante de criticas, se vitimizam, afirmando serem alvos de perseguições e ódio de burgueses, bla, bla, bla...
Nada temos contra Legendas. Letras não governam, pessoas sim.
Criticamos e continuaremos a criticar desgoverno e Inversão de valores, do PT de Lula, em nível Nacional, sem generalizar, colocando Administrações Municipais no mesmo balaio.
No Imbé criticamos com força Administração desastrosa do Ex Prefeito Darci (PSDB).
Ficamos felizes diante alguns avanços no primeiro mandato de Pierre  (PT). Reeleição sem surpresas, mas parece continuar pecado calcificado.
Privilegiam área central e abandonam pequenos Balneários.
Abandono e diferença de tratamento saltam aos olhos.


Morcego (***), cansado de reclamar sem ser ouvido, entrou com o Sofá.
Recebemos fotos de veranistas da Rua 03 de Outubro, Praia de Santa Teresinha. Descaso chega em niveis de improbidade.
Terrenos baldios abandonados, tomados de lixo e mato, sem nenhuma providência ou fiscalização.
Cabe ao poder público "intimar" proprietário a manter limpo seu imóvel.
Se não quiser arcar com despesa, venda.
Inaceitável é querer obrigar vizinhança ter de conviver com resultados de porquice.
Caminhamos por ruas próximas.
Quadro assustador.
Esgoto a céu aberto, misturado com água da chuva. Ruas esburacadas, represando água imunda e calçadas sem condições de uso.
À beira mar, leia-se areia, durante o Réveillon, podridão ultrapassou todos os limites.


Com a chuva, grama e terreno encharcam. Lodo poluido para os pés dos Albinos Veranistas, ansiosos por trocar seu bronze leite condensado de surfista de Shopping, pelo brilhante Vermelho Camarão, depois de pagar religiosamente seus impostos.
Bicho Geográfico agradece.


Pedimos a Pierre que dê uma atenção à Rua 03 de Outubro e a Santa Teresina como um todo.
Além de ser obrigação, bom lembrar a votação expressiva vinda de lá.
Abandono, por si só, salta aos olhos.
Comparado ao carinho dispensado ao Centro, ofende.
Sendo a razão falta de verba, aconselho entregar praias pra Osório ou Xangri lá.
Com certeza eles saberão valorizar e cuidar.
Não encare Sofá como voraz opositor.
Costumamos elogiar com a mesma veemência que criticamos.


Se você tiver uma denúncia ou reclamação envolvendo descaso administrativo, entre com Sofá, independente de onde ocorra.

Estamos aqui lutando por você e não contra Partidos.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, com o compromisso de preservarmos suas identidades.

X-X-X-X-X-X-

ATENDIMENTO NOTA 10

Noite de Réveillon, fogos pipocando, explosões insuportáveis para os pobres cães
Duque, nosso velho e amigo cachorro, desesperado, procurava abrigo em canto da casa.
Cometi um erro
Tentei acalmá-lo e levei mordida de respeito na mão.
Como de costume, apelamos pra receitas caseiras. Todo mundo é médico nessa hora. Não deu muito certo.
Infecção aumentou. Mão inchou e "Boncenssometro" tocou.
Hora de buscar socorro profissional.
Fui ao Posto de Saúde de Imbé, Município Praiano do RS.


Quem procura esse tipo de atendimento, espera encontrar respeito, além do amparo clinico.
A primeira impressão já me fez concluir ter acertado na escolha.
Atendente Luana Borba, uma menina linda, sorridente e simpática, transformou preenchimento protocolar de documentos, em carinhoso "seja bem vindo, você está entre amigos".
Tempo de espera razoável, considerando a enorme procura.
A lamentar apenas, a ja conhecida falta de educação dos "Di Menor".
Idosos em pé, enquanto adolescentes, meros acompanhantes, ocupavam assentos, insensíveis ao mundo em sua volta e com aval de responsáveis.
Que tipo de herança estamos deixando para o Pais?


Local limpo, organizado e preparado para o esperado movimento de Temporada.
Exemplo cristalino, do quando o menos é mais.
Médicos distribuídos de forma estratégica, logo fui atendido pelo Dr. Ciário Fonseca.
Examinou, perguntou, prescreveu e me encaminhou para curativo.
Extremamente profissional, sem abrir mão do bom humor e da simpatia, deixando-me inteiramente à vontade.
"Gran Finale" no curativo com Janaína, delicadeza rara.
Evidenciava preocupação de tornar curativo, o menos dolorido possível.

Na vida tive oportunidade de frequentar Clinicas Particulares. No quesito profissionalismo, o de hoje em nada deixou a desejar.
Espero que políticos não peguem carona no meu comentário.
Méritos aos profissionais ali presentes.
Esses levanto pra aplaudir.


Enquanto aguardava atendimento, pude constatar realidade alarmante.
Número de contaminações de pele, frente imundície da areia da praia e da água do mar, cresce assustadoramente à cada Temporada de Verão, no Litoral Norte Gaúcho.
Autoridades brincam de faz de contas e nos aproximamos de situação de calamidade.
Ausência de planejamento sério na questão local de saneamento básico, transformou Orla Gaúcha em local impróprio pra banho e insalubre.
Surpreende-me passividade de Empresários.
Investem fortunas em Condomínios de Alto Padrão e Residências de Luxo,desconsiderando a importância dos cuidados com a qualidade das praias.
Sem esse carro chefe, interesse pela Região diminuirá e valor dos imóveis despencará.
É muito gostar de perder dinheiro.

Chega de brincar de utópico faz de contas.
Alegam ser cada proprietário dr Imóvel, responsável por construção e manutenção de fossas.
Não  fiscalizam e fingem não sentir o cheiro da água misturada com esgoto, que escorre por sarjetas a céu aberto, em busca dos saudáveis corpinhos de eufóricos Albinos Veranistas, felizes por desfilarem seu bronze leite condensado, típico de Surfistas de Shopping.


X-X-X-X-X-X-

PROIBIDO SE AFOGAR


No Rio Grande do Sul, insegurança também veraneia.
Dada largada pra Temporada dos Sonhos da Bandidagem...
No Natal, número de roubos a carros e motos,  superou previsões mais pessimistas.
Nas areias a paz de espirito banhada por sol e mar, dando lugar à discteta vigilância.
Nada comparável aos números das grandes cidades, mas recorde triste no Litoral.
Mais triste é conviver com guaritas de salva vidas vazias, em pleno 26 de dezembro e com praia cheia de lutadores, que batalharam o ano inteiro, pra ter o direito de poucos dias de lazer, com um minimo de respeito e zelo das autoridades.


Confirmada previsão de Morcego (* * *)

NESSA TEMPORADA, QUEM DESEJAR CONTAR COM SALVA VIDAS, FAVOR AGENDAR  HORA DO AFOGAMENTO.


A lamentar homicídio de jovem de 18 anos no calçadão, em situação ainda não  esclarecida.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda. (Nesse caso literalmente).

Morcego ( * * * ) - Assim chamamos nossas Fontes, com o compromisso de Garantir sigilo de identidades


MAR COM COCÔ



Ano 2016. Temporada 2017. Automóveis lembram Naves Espaciais. Uníverso on line globalizou o Planeta. Inter caiu pra segundona e Litoral do Rio Grande do Sul continua sem saneamento básico.
Na Província de São Pedro cocô também veraneia. Passeia pelas ruas, circula na areia do mar e se delicia nas gélidas águas do Atlântico, exalando seu perfume de felicidade.
Difícil definir saudáveis dos adoentados. Todos exibem o marrom bronze do Sol. Privilégio de poucos.
Sociaveis, se misturam à multidão.
Semana passada senhor se afogava. Salva Vidas, destemido e treinado, enfrentou a fúria do mar, mas se equivocou.
Tirou da água um cocô por engano e deixou velhinho brincando de roxinho.
Complicado foi a respiração boca à boca.


Senso realizado sobre população flutuante entre Cidreira e Torres, incluindo região de Tramandai, Imbe e Capão, no período do Réveillon:
- A cada 3 frequentadores da Orla,  2 são cocôs.
Assim não  dá.
É  muita gente tomando espaço dos cocôs.
Cocôs para todos os gostos; pastoso, liquido ou padrão japonês  (torosso).
Por quê não realizam obras necessarias?
Falta de Verba?
Como não tem pra Cocô,  se sobra pra CCs?
Conforme diria o rapaz que pintou minha casa: "Cadê o Róia da Pretobrais?
Pois é!
A continuar, Tramandai e Imbe não precisarão do "Róia do Pretolio". Viverão  dos ganhos do adubo orgânico.


Salva Vidas:
Bom prestar atenção.
Na gloriosa Temporada 2017, a cada 5 guaritas, 3 estão vazias.
Se desejar se afogar, sendo salvo com estilo, com direito a virar noticia no JA da RBS, confira no Google Guaritas premiadas, pra não correr o risco de virar cocô de peixe.
Outra opção - Ligar 0800 171 171 171.
Canal criado pelo Governo, em respeito à população.
La você terá todas as informações, por apenas USR 3,99 + Taxas.
Dinheiro arrecadado será investido na Educação,  dos filhos dos Políticos, em Escolas no Exterior.
Devido à grande procura e congestionamento, durante 1 hora de espera, como cortesia, usuário poderá ouvir gravação, com Simone agredindo memoria de John Lenon, cantando versões de músicas de Natal.
No caso de irritação com interminável espera, existe opção Roberto Carlos, interpretando "Jesus Cristo eu estou aqui "...
Vai que escutem!


Pra quem chega a Osório pela Free Way, atenção.
Novo Radar na saida da Rodovia, para RS O30.
Voce sai de 100km, numa armadilha, que tá pegando todo mundo.
Nao esqueça.
Saiu da Free Way, reduza pra 60km.
Criar Fábrica de Multas "ELES" sabem.
Não passam de uns Cocôs.
Pensando bem...
Esses são  "uns baita cagaião "

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO.
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda.

X-X-X-X-X-X-
A QUEM INTERESSAR POSSA

Mês  de Dezembro com mar calmo, ondas moderadas, sol, pouco vento, água morna e limpa, estilo sonho de consumo.


Promete ser uma Temporada Perfeita, inclusive não exigindo esforços, no se dirigir ao banho de mar.
Desnecessário levar o incômodo guarda sol, toalha ou cadeiras de praia.
O mar resolveu tomar o seu espaço novamente, levianamente invadido por quem se acha.
Não existe areia pra sentar.
Maré em niveis jamais vistos.
Sem previsões de chuva intermitentes.
Apenas ventos Padrão Katrina e chuvas típicas da Indonésia.


Autoridades garantem
Situação normal, dentro da mais profunda imprevisibilidade.

BOAS FÉRIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário